Compartilhar share

AMESC apresenta projetos para o extremo sul em Brasília

Publicado em 10/02/2021 às 16:02 - Atualizado em 10/02/2021 às 16:03

Assuntos referentes à captação de recursos junto ao Governo Federal para melhorar a infraestrutura do município e da região do Extremo Sul Catarinense foi a pauta coletiva que os prefeitos trataram em audiência na Secretaria de Assuntos Federativos durante a manhã desta quarta-feira em Brasília.  O presidente da AMESC (Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense), prefeito de São João do Sul, Moacir Francisco Teixeira, realizou o agendamento na Secretaria de Assuntos Federativos para tratar de assuntos referentes ao desenvolvimento regional do extremo sul. Neste momento o foco foi centralizado em dois pedidos: a conclusão da Serra do Faxinal e a federalização da BR 285. O presidente, Moacir Teixeira, enfatiza que os dois pedidos influenciam diretamente o desenvolvimento regional. “A Serra do Faxinal, em Praia Grande é um trajeto importante para o desenvolvimento turístico e sua concretização influenciará em uma movimentação econômica importante para todo o extremo sul. Sua pavimentação é muito necessária para resultar em um impacto positivo”. Quanto a federalização, Moacir explica que o trecho da BR – 285/SC entre o município de Araranguá (bairro Sanga da Toca ) até o município de Timbé do Sul precisa passar por esta alteração. “A BR 285 (Serra da Rocinha) já está sendo toda pavimentada  do perímetro urbano de Timbé do Sul até a divisa com o Estado do Rio Grande do Sul com o município de São José dos Ausentes, com aproximadamente 93%  de obra concluída. Tem sua conclusão prevista para o ano de 2021. Com a conclusão das obras na Serra da Rocinha, o trânsito nessa rodovia aumentará consideravelmente passando pelos municípios de Turvo, Ermo e Araranguá. E, é este trecho que necessita ser federalizado, possibilitando ao DNIT a recuperação do mesmo”. Segundo o presidente, a BR 285 é a maior obra do Governo Federal na região, a qual era reivindicada a mais de 30 anos. “As duas obras juntas são vitais na questão econômica e turística. “É de fundamental importância para o desenvolvimento econômico e turístico de Santa Catarina e até mesmo para o Rio Grande do Sul, já que também vai possibilitar o transporte de mercadorias do RS para o porto de Imbituba/SC” . Junto ao presidente da AMESC, Moacir, estavam na audiência o prefeito de Praia Grande  Elisandro Pereira Machado; prefeito de Turvo Sandro Cirimbelli ; prefeito de Santa Rosa do Sul Almides Roberg Silva da Rosa; prefeito de Ermo Paulo Della Vecchia e a prefeita de Sombrio,  Gislaine Dias da Cunha; bem como Diego de Melo Herr (Secretário de Planejamento de São João do Sul); Márcio Grei Magnus (vereador de São João do Sul);  Janete Oliveira Farias Cardoso (vereador de São João do Sul); Silvio Crescencio Alexandre (vereador de São João do Sul). Ainda fizeram parte da reunião o assessor especial, Jeferson Raupp e o diretor da ACIG (Associação Empresarial de Garopaba/SC). Eles foram recepcionados na SEAF/SEGOV pela secretária especial, Deborah Aroxa; Júlio Alexandre (secretário Especial Adjunto); Daniel Rodrigues (Diretor de Gestão Intergovernamental); André Cavalcanti (Diretor de Aperfeiçoamento do Pacto Federativo) e  Tatiane Moraes (Assessora).  

Renata Tonetto Angeloni

Assessoria de comunicação AMESC

imprensa@amesc.com.br

 


Galeria Multimídia

{{grupo.nome}}
  • {{grupo.items.length - 12}}
    {{item.codGaleriaMultimidiaItem}}
Fechar
publish